Confira 5 tendências de RH para impulsionar a experiência do colaborador em 2024

No momento você está vendo Confira 5 tendências de RH para impulsionar a experiência do colaborador em 2024
Freepik

Atrair, recrutar e reter talentos permanece sendo um dos principais desafios para as empresas neste ano. De acordo com pesquisa realizada recentemente pela Qualtrics, plataforma global de gestão de experiência, a busca intensa por equilíbrio entre inovação e bem-estar está entre as principais tendências da experiência dos colaboradores em 2024. 

O estudo envolvendo 36.872 participantes em 32 países e 28 setores, apontou a Inteligência Artificial (IA) como ponto central para inovar a gestão de talentos, enquanto se preserva o equilíbrio e a harmonia na força de trabalho.

Ao todo, 53% dos entrevistados afirmam que a IA pode ser uma grande aliada no dia a dia. Os dados revelam ainda, que quanto mais engajado o profissional estiver com a cultura organizacional, mais confortável ele se sente em usar a IA na rotina de trabalho. Porém o desafio da implementação é intenso e exige uma análise sólida, além do envolvimento das pessoas nesse processo para a assertividade e bom uso da inovação. 

A implementação da IA nas empresas exige estratégias para garantir o sucesso da adoção. Manter uma comunicação transparente sobre os objetivos da implementação da IA e como ela melhorará  as funções dos colaboradores é fundamental para eliminar a resistência e criar a confiança necessária, resultando em uma operação otimizada, vínculo organizacional fortalecido e uma transição para a era da inovação.

Para Ricardo Nóbrega, sócio e diretor de vendas e marketing, da Intelligenza IT,“Estamos vivenciando uma era de mudanças constantes na forma como encaramos o trabalho. À medida que a IA ganha cada vez mais espaço dentro das organizações, é crucial que os RHs construam uma cultura que inspire confiança e permita que os funcionários atinjam seu potencial total”. 

Além do uso de tecnologia de ponta, outras quatro tendências terão destaques em 2024, segundo a pesquisa sobre “Experiência dos Colaboradores”. Confira!

1 – Uso de Inteligência Artificial 

A IA fornece uma visão dos pensamentos, opiniões, preocupações e prioridades de seus funcionários. Mas o verdadeiro desafio em 2024 é compreender qual a melhor forma e onde implementá-la sem desestabilizar  a força de trabalho.

Embora as pessoas se sintam confortáveis em usar a IA para tarefas do dia a dia, como escrever (61%), assistência pessoal (51%) e consultas internas no espaço de trabalho (46%), elas preferem confiar ou se envolver com um humano para aspectos mais pessoais e subjetivos, como avaliações de desempenho de funcionários (37%) e entrevistas de emprego (29%).

2 – Foco nas experiências dos colaboradores da linha de frente

A pesquisa identificou que de todos os grupos de colaboradores, 50% dos que estão na linha da frente estão insatisfeitos com seus salários e benefícios, 40% estão descontentes com o desenvolvimento de suas carreiras, e quase a metade (40%) não confia na sua liderança. 

O entendimento desses desafios proporciona uma base sólida para implementar estratégias que visam melhorar a satisfação, o engajamento e a confiança dos colaboradores, contribuindo assim para um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo.

3 – A fase de lua de mel do novo emprego desapareceu

De acordo com o estudo, o entusiasmo com o novo emprego não dura mais do que seis meses. Isso porque as experiências não estão alinhadas com as expectativas. 

A liderança remota trouxe impactos culturais, pois as políticas e estruturas não foram concebidas em torno da forma como os colaboradores trabalham. Além disso, com equipes díspares, o time têm dificuldade em estabelecer ligações humanas e socializar, elementos-chave para garantir experiências positivas aos funcionários.

4 – Uso de dados privados para comunicação profissional

Ao contrário da crença popular, os funcionários (engajados) estão dispostos a partilhar os seus dados privados de comunicações profissionais se essas informações capacitarem os líderes a melhorar as experiências dos colaboradores.

O estudo mostra que 80% dos entrevistados se sentem confortáveis com o fato de sua organização ver seus e-mails corporativos, já 72% não se importam com o fato da empresa ver mensagens diretas e 64% se sentem confortáveis com o fato das mensagens do grupo em espaços de trabalho digitais serem vistas pela gestão ou RH da empresa. 

Usar esses dados instantâneos para entender como os funcionários se sentem em um determinado momento pode antecipar uma mudança antes que o cenário se torne um  problema ou turnover.

5 –  Jornada híbrida 

Para os funcionários remotos, os principais benefícios de trabalhar fora do escritório são: um equilíbrio saudável entre vida profissional e pessoal, a capacidade de se concentrar em coisas fora do trabalho e melhoria da saúde mental. Mas, ao mesmo tempo, o trabalho remoto tem as suas deficiências: falta de ligação humana, dificuldade de colaboração e de novos colaboradores.

Segundo a pesquisa, um a três dias no escritório ou em casa levam às pontuações mais altas de experiência do funcionário em todas as métricas: engajamento, bem-estar, inclusão e intenção de permanecer.

Deixe um comentário