Fusões e Aquisições devem crescer entre 10 e 15% em 2024 no Brasil

No momento você está vendo Fusões e Aquisições devem crescer entre 10 e 15% em 2024 no Brasil
Freepik

Após dois anos de queda no volume de fusões e aquisições (M&A), a expectativa é que as transações voltem a crescer em 2024, com aumento entre 10 e 15% em relação a 2023 no Brasil. É o que aponta uma projeção realizada pela Redirection International, empresa especializada em assessoria de fusões & aquisições, com base em uma modelagem econométrica e previsões do PIB, investimento direto e taxas de juros para este ano. O estudo leva em consideração as primeiras estimativas do mercado em 2023, que apontam que foram aproximadamente 1450 operações de fusões e aquisições concluídas ao longo do ano passado, volume 17% menor do que em 2022.

“O estresse geopolítico, a inflação alta e as incertezas políticas impactaram de forma negativa o mercado de M&A no Brasil nos últimos dois anos e isso após uma movimentação recorde de transações registrada em 2021. Agora, seguindo uma melhora das perspectivas econômicas local e global, devemos alcançar em 2024 o terceiro maior resultado desde 2018”, explica o economista Adam Patterson, sócio da Redirection International e um dos responsáveis pelo estudo.

O economista ressalta que apesar de ainda haver uma certa volatilidade, os indicadores macroeconômicos como a perspectiva de redução da taxa Selic e da inflação, o crescimento econômico e aumento do consumo são favoráveis para o mercado de aquisições.

“Em 2024 devemos ver um aumento de investidores estrangeiros, uma redução nas taxas de juros e um crescimento contínuo na Bovespa, com o aumento das operações de IPO, o que deve impulsionar o cenário de M&A”, destaca Adam Patterson ao lembrar que os valuations dos ativos listados no Brasil cresceram cerca de 25% em 2023. “Essa tendência de estabilização ajudou a aumentar a confiança dos investidores, o alinhamento de preços com os proprietários das empresas, bem como a fortalecer a posição financeira de empresas maiores para adquirir novos ativos”, complementa.

Seguindo a tendência do mercado global, os setores que mais devem movimentar as atividades de fusões e aquisições no Brasil em 2024 são o de tecnologia, infraestrutura, energias renováveis e da indústria farmacêutica. O estudo da Redirection aponta ainda para uma maior presença das empresas de médio porte (Middle Market) no volume total de transações e destaca que entre 2021 e 2023, elas aumentaram em 60% a sua participação no mercado de M&A, respondendo atualmente por cerca de 20% dos valores transacionados no país.

Deixe um comentário