A força do empreendedorismo feminino

No momento você está vendo A força do empreendedorismo feminino
"A competência feminina no empreendedorismo e no mundo corporativo apresentou um crescimento, seja em nível de país ou, sobretudo, em Mato Grosso." (Imagem: Freepik)

*Por Lélia Brun

Estamos no mês da mulher e muito se fala em empoderamento feminino, termo este que pode ser definido por igualdade, liberdade, sororidade, representatividade e valorização no mercado de trabalho. Neste sentido, a competência feminina no empreendedorismo e no mundo corporativo apresentou um crescimento, seja em nível de país ou, sobretudo, em Mato Grosso.

Mas, antes é preciso destacar o papel da mulher na revolução tecnológica e inovadora. A seringa, instrumento com tamanha importância para a medicina, foi criado por uma mulher em 1899. Hoje, em meio a uma crise mundial causada pela pandemia da Covid-19, o instrumento faz parte de um processo que tem como propósito salvar vidas.

Falando em pandemia, o Senai MT se tornou a maior fábrica de máscaras de Mato Grosso. Mais de 200 mulheres produziram 5 milhões de máscaras no período da pandemia. Uma corrente de solidariedade que ajudou a salvar vidas, gerou oportunidades, deu esperança para muitos mato-grossenses e contribuiu para o desenvolvimento socioeconômico do Estado.

Mesmo diante de números exitosos e da participação das mulheres de forma significativa e expressiva até os dias atuais, ainda existem diversos avanços a serem percorridos.

Por isso, muito mais que apenas celebrar o mês de março, buscamos discutir o cenário real do empreendedorismo feminino no Estado. Tanto que, nesta semana, realizamos o evento “A mulher na gestão empresarial: Exigindo impulso no Brasil”, fruto de uma parceria da Fatec Senai MT com a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Foi mais uma excelente oportunidade para analisar o cenário real do empreendedorismo feminino em Mato Grosso, com o objetivo de traçar ações para resolver os desafios e alavancar a força da mulher.

Sabemos que as questões de gênero precisam sair das salas de conferências e entrar nas empresas, nos negócios, nas indústrias, nos gabinetes e, de fato, acontecer como estado e como lei. Recentemente aprovamos a Política de Equidade de Gênero e de Valorização da Diversidade no Senai MT. Isso reafirma o nosso compromisso permanente de contribuir para eliminação de todas as formas de desigualdade e descriminação no ambiente de trabalho e nas instituições que participam da nossa rede de relacionamentos.

Para o Senai MT, a valorização da diversidade abrange o respeito a vida e a dignidade de todos os seres humanos, pautado nos pilares do comprometimento, transparência, comunicação, alinhamento, incentivo e competências. Ou seja, o lugar de mulher é onde ela quiser. Ocupando cargos de liderança; se destacando na ciência, inovação, política, tecnologia, indústria; tocando seus próprios negócios e movimentando a economia.

*Lélia Brun, é diretora regional do Senai MT e superintendente do Sesi MT

Deixe um comentário